“A pintura é uma gravação da emoção” Edward Hopper
Seção > Artistas > Tran Tho

Tran Tho (1922)

Saigon, Vietnã.

 

Estudou na École de Beaux Arts, em Paris, onde permaneceu até 1947. Menção Honrosa na Bienal de Veneza (1954 e 1956), premiado em Salões de Arte nos Estados Unidos, Itália, Suíça, França, participou de onze Bienais de São Paulo. Realizou exposições individuais no Japão, Israel, Itália, Suíça, Mônaco, Estados Unidos e França. Na arte de Tran Tho encontramos a síntese das técnicas da arte oriental e ocidental, forma e conteúdo que unem tradição e modernidade. Com grande disciplina, Tho faz surgir uma arte livre, visões íntimas e mensagens transmitidas através de uma magnífica expressão colorística. Com um gestual livre e decidido, as pinceladas, as linhas e as manchas formam um estilo próprio, com intrincadas texturas que vão de sombras, cinzas e negros às cores brilhantes. São abstrações que têm um véu de mistério.

(Meiri Levin) Tran Tho alterna seu tempo de trabalho entre Nova lorque, Roma e São Paulo desde 1965. Além de importantes participações em 11 Bienais de São Paulo, tem reconhecimento internacional graças aos vários prêmios nos principais Salões de Artes e Bienais em todo o mundo. ... Seu desenho sutil e seu colorido muito fino revelam uma sensibilidade matizada, dificilmente penetrável, mas cheia de encantos".

(Sergio Milliet) Sua arte possui uma técnica exótica. No entanto, esse exotismo, reconhecível à primeira vista, não pertence ao exótico que depende de um esforço de atenção, erudito ou cultivado, imediatamente, ao primeiro golpe de vista. A pintura de Tran Tho se revela em toda a sua sugestiva qualidade, e vemos começarem a viver, no plano da criação pictórica, os seus temas, seus motivos, seus elementos...

Cronologia

Nascido em Saigon em 1922, ele estudou na École des Beaux Arts e foi viver em Paris desde 1947.  Em Paris, ele é considerado como um grande artista do Vietnã, país que ele representou com sucesso na Biennale di Venezia, realizada em 1954 e 1956. Nós também temos que chamar a atenção para a sua participação na Bienal de São Paulo, desde 1955-1965. Desde 1965, ele foi viver e trabalhar em Nova York, São Paulo e Roma.

Exposições individuais

1981 - Mishkenot Sha´ananim, Jerusalém, Israel Galeria Documenta, São Paulo, Brasil.
1979 - Galeria Documenta, São Paulo, Brasil  Pleiades Gallery, New York, Estados Unidos.
1978 - Galeria Documenta, São Paulo, Brasil.
1976 - Yacht Club, Rio de Janeiro, Brasil  Pleiades Gallery, New York, Estados Unidos.
1975 - Chelsea Galerias, São Paulo, Brasil.
1974 - O Centro Inter, New York, Estados Unidos Pleiades Gallery, New York, Estados Unidos

 

Receba nossa newsletter
Com ótimas ofertas, dicas e novidades.

Artbiz Shopping
São Paulo - Brasil
Televendas: (11) 9 6061-6190.

-->
Powered by